Jardim do Breaking Dad

Imagem5

Ainda sobre a questão de fazermos actividades com os nossos filhos…

Em Belém há um jardim onde tenho o hábito de ir passear com o Mateus. Um jardim, que coitado, tem problemas de identidade. Estou a falar do Jardim do Ultramar, que também pode ser o Jardim Agrícola Tropical ou Jardim Botânico de Belém. São muitos nomes para um só jardim, não achas?

Será que podemos decidir um nome único para estes 7 hectares incríveis? Eu até tenho uma sugestão… Proponho que passe a chamar-se Jardim do Breaking Dad, vou lá tantas vezes que acho que já mereço!

Fora de brincadeiras, gosto mesmo muito deste jardim e o Mateus também. Tem recantos quase encantados, tem árvores e plantas tropicais raras, patos, pavões, lagos… o Mateus fica fascinado… Até temos “o nosso banco”, onde costumo ler e ouvir musica enquanto o Mateus faz a sesta depois de toda a correria.

O jardim é colado ao Palácio Nacional de Belém, residência oficial do nosso Presidente da República. Já agora, Exmo. Senhor Presidente da República Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, com todo o respeito e admiração que tenho por si, gostava de lhe fazer uma pergunta sincera, sem qualquer tipo de maldade.

Acha justo que eu, o meu filho e todos os Portugueses, tenhamos de pagar 2€ para entrar nesta pérola da nossa cidade?

Tenho a sorte de já ter feito várias viagens e verifico que por todo o mundo existem jardins deste género abertos ao público, abertos aos cidadãos do respectivo país. Claro que têm regras, horários de funcionamento e alguma vigilância, para garantir que não há estragos nem vandalismo que comprometa o estado do jardim… Mas não é também para isso que servem os nossos impostos, para investir em espaços que melhoram a vida dos cidadãos?

Espero que não leve a mal a minha questão. 🙂

Esta é a opinião de um Breaking Dad que já chama ao Jardim dos mil nomes “o meu jardim”… pago para lá entrar, mas é a vida…

Imagem2 Imagem8 Imagem7 Imagem6 Imagem10 Imagem3 Imagem4

1 Comment

  1. Luisa Silva says: Responder

    Olá Diogo realmente o jardim é lindíssimo e claramente merece o nome de breaking Dad, mas para mim é um pouco difícil visita-lo pois infelizmente vivo a 348 km de lisboa mas é um programa a pensar fazer talvez nas férias da páscoa, porque não, o Marquinho ia adorar principalmente ia adorar andar a correr atrás dos patos ele tem um fascínio estranho por patos não sei porque. Obrigado por falares desse jardim. Beijinhos lindo.

Deixe uma resposta