Viajar com uma criança

WhatsApp-Image-20160718 (2)

Há uma coisa na vida com que nunca tive problemas – fazer malas de viagem. Experiência também era coisa que não me faltava -algumas mudas de roupa, produtos de higiene e pouco mais. Isto, até ser pai.

Agora, tive de aprender a levar apenas e só o essencial, porque é preciso levar tudo e mais alguma coisa para o Mateus. Tive de aprender a prever todas as situações possíveis e imaginárias, tudo o que poderá vir a acontecer em determinada viagem. O dobro das mudas de roupa necessárias, o dobro das fraldas, o dobro de tudo. Mesmo a caminho do Algarve, se calhar o melhor é levar um casaco quente caso o tempo mude…

A prova está aqui, para poderes ver do que estou a falar.

Fomos passar três dias no Algarve com alguns amigos que também têm filhos. Este será um tema que irei abordar num outro artigo, mas hoje chamo a atenção para as 142 malas que levámos. Não exagero quando digo que apenas uma (das mais pequenas) é minha e da Vera. Tudo o resto é do excelentíssimo senhor Mateus. Enquanto que nós levamos cada vez menos coisas de viagem, o mini-lord obriga-nos a carregar uma casa às costas.

Nunca pensei que um ser tão pequenino precisasse de tanta coisa. Mas agora fico com a dúvida. É ele que precisa de assim tanta coisa, ou sou eu que preciso de tudo isto para me sentir descansado?

viajar

viajar

 

8 Comment

  1. Bem… em relação a viagens eu não levo muitas coisas nem para mim, nem para a minha filha. Só o essencial mesmo.
    Já quando saio de casa com a minha filha nem levo mala do bebé. Coloco uma bolsa com fraldas, toalhitas, um mudador de fraldas, a garrafa de água dela, um babete e alguma comida na minha mala. Normalmente chega. 😛

  2. Fico muito feliz por este novo projecto! E como mãe digo-te sem hesitar que é preciso tudo isso para nos sentirmos descansados! A neura que pode nos afligir por ser preciso algo que não temos é algo que nos desfaz! Pais de primeira viagem? Somos quase sempre assim…
    Um beijinho para a Familia Amarela ❤️❤️❤️❤️

  3. Joana says: Responder

    Eu acho que com o primeiro filho somos quase sempre assim, depois já começamos a descontrair um pouco mais, mas é quase sempre uma mala para mim é para o meu marido e uma para cada um dos filhos e já não são bebés (3 e 6) ;). Um beijinho e boas viagens família Amarela

  4. Patricia Ferreira de Lima says: Responder

    Acho o máximo mas é bom que não falte nada ao Mateus. Seria complicado..bjs á família Amarela.

  5. ML says: Responder

    Devo dizer que vcs, após acompanhar a vossa viagem aos EUA, são o meu top no que se refere a viajar com bebes. Sempre que lia um texto vosso, via uma foto, só pensava um dia… quero ser assim e descomplicar na hora de viajar!
    Há 1 mês peguei nos meus dois bebes e fomos até Madrid (por ser perto e ao mesmo tempo experimentar o avião com bebes), fomos e levamos só o essencial. Prova superada!

  6. Marta Gonçalves says: Responder

    Tão verdade isto !!!!! Levamos tudo….. mas daqui a mais 2 aninhos já não precisam de tanta coisa. Mas os pais continuam a reclamar na mesma que levamos muita coisa e sacos e saquinhos…..Boas férias

  7. Gorby Miguel says: Responder

    Em primeiro lugar Parabéns por esta nova aventura, que seja um projeto fantástico e que siga sempre em grande, eu cá estarei para acompanhar até porque este poderia bem ser o meu tipo de espaço, revejo-me e muito em tudo o que ele envolve. Pai babado e dedicado a 100% de uma pequena fantástica de 4 anos que transformou tudo lá em casa e na minha vida!

    Viajar foi uma delas e fazê-lo com uma criança é e será sempre sinónimo de um tremenda logística, não dá para não ser, e apesar de se pensar que talvez com o crescimento dos pequenos as coisas possam mudar, é sempre igual! Com o passar dos anos o tamanho e peso das malas alivia um pouco, certo, mas depois os pequenos também já começam a escolher o que levar e ai de nós se os quisermos fazer prescindir daquele brinquedo ou objeto tão especial!

    Culpa deles e dos pais claro, que no instinto de proteger e cuidar e até mesmo para poder ir mais preparados e tranquilos carregamos tudo o que precisamos e mesmo aquilo que sabemos não fará falta alguma…ou talvez possa fazer nunca se sabe!

    Boas Viagens!

    Apesar de tudo, penso que sim, o nosso instinto protetor e

  8. JF says: Responder

    Tudo o que foi dito é verdade, mas não se queixem, pois já imaginaram o carrego que teriam que levar se tivessem gémeos?? Só de pensar q vou de ferias para a semana…

Deixe uma resposta